Inicio do conteúdo site.

Quem não se comunica, se... Petrobras, Mianmar e cassação em pauta

Com apresentação de Adhemar Altieri, da MediaLink, a edição 06 do ‘4 Ases’ se baseia na famosa frase de Chacrinha para debater problemas de comunicação no Brasil e no mundo. E traz uma novidade: uma convidada especial traz um olhar sobre Mianmar, que sofreu um golpe militar e enfrenta manifestações cada vez maiores. Com comunicações escassas, um país fechado e apoiado pela China, nosso especialista em internacional, Moises Rabinovici, recebe a própria filha, Virginia Rabinovici. Ela é fotógrafa, e viajou por 1.500 quilômetros em janeiro de 2019, registrando a impressionante tranquilidade dos habitantes em meio a tensões políticas e religiosas entre budistas e muçulmanos, sob forte controle de militares.

A pauta de Walter Fanganiello Maierovitch gira em torno dos excessos verborrágicos do deputado Daniel Silveira (SPOILER: durante o programa, o jurista o chama de Siqueira…), que segue preso, e entra em processo de cassação por ter abusado e/ou confundido a ‘comunicação’ via redes sociais. Como foram os métodos para se chegar lá?

O analista político Ibsen Costa Manso resume a total falta de comunicação de todo governo Bolsonaro, desde as questões de Meio Ambiente até a atual troca no comando da Petrobras, passando pelo Itamaraty, BNDES, Banco do Brasil e Ministérios da Educação e da Saúde, entre outros itens.

Já Humberto Casagrande alerta sobre a falta de governança. A intervenção na Petrobras mostra isso. O consultor e educador lembra que existem ‘3 entes’ com natureza diferente no Estado:
1. Entidades de Estado: Receita, Polícia Federal, Banco Central, CVM e agências reguladoras;
2. Empresas estatais de capital aberto, reguladas pelas regras de governança e Bolsas;
3. Entidades típicas de governos, como ministérios, estatais fechadas, INSS, SUS, DER etc.
O presidente tem de se contentar de ‘brincar’ com o grupo 3, diz Casagrande.

Quem não se comunica, se trumbica?

Os 4 Ases:
HUMBERTO CASAGRANDE, consultor financeiro, autor e CEO do Centro de Integração Empresa-Escola; IBSEN COSTA MANSO, jornalista, analista político, palestrante, destacou-se no Estadão e na Globo News; MOISÉS RABINOVICI, jornalista, foi correspondente internacional em Jerusalém, Washington e Paris; WALTER FANGANIELLO MAIEROVITCH, jurista, desembargador aposentado e presidente do Instituto Giovanni Falcone.