Inicio do conteúdo site.
Imagem do rosto de Barbara Ferraz, líder técnica da Aprendizagem

Aprendizagem impulsiona oxigenação das equipes

11 de março de 2020
Jovens entre 14 e 24 anos incompletos podem participar do programa

A Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/2000) é voltada para jovens entre 14 e 24 anos incompletos, que estão em busca da primeira oportunidade no mundo do trabalho e vai muito além de cumprir uma cota. O programa é a única medida pública que combate a evasão escolar e o trabalho infantil.

Além disso, a inserção e capacitação desses jovens garantem a oxigenação da equipe das companhias. “A empresa conta com um novo talento e a oportunidade de desenvolver esse profissional de acordo com seus valores”, afirma Bárbara Ferraz, líder Técnica de Aprendizagem no CIEE. Além disso, a organização tem como contrapartida a redução de alguns tributos.

Em entrevista ao programa Vida Melhor, da Rede Vida, Bárbara reforçou que as empresas que contratam através do programa realizam uma contribuição social. De acordo com pesquisa encomendada à FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) pelo Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE, a média nacional das empresas que cumprem a lei é de apenas 2%.

O Rio Grande do Sul cumpre 2,9% da legislação e é o estado que mais contrata jovens aprendizes. Seguido por Goiás (2,7%). O Distrito Federal fica na média nacional, enquanto Rio de Janeiro e São Paulo registram apenas 1,9% e 1,8% das contratações, respectivamente. Na lanterna, o Maranhão, que atende apenas 1,2% da legislação.

Programa exibido em 10/12/2019