Inicio do conteúdo site.

Política externa em risco: entrevista com Hussein Ali Kalout, pesquisador na Universidade Harvard

15 de junho de 2020

De Hussein Ali Kalout, professor e pesquisador na universidade Harvard:

“Não dá para reescrever a história com as cores ideológicas que te agradam.”

Cientista Político e ex-Secretário de Assuntos Estratégicos durante o governo de Michel Temer, Hussein discute a política externa brasileira do governo atual – e também nossas escolhas ou a falta delas no passado – neste capítulo do “Pensando o Brasil com Adalberto Piotto”, com uma ponderação sobre o necessário apreço pela história:

“Política externa não se faz do peito e na raça. Política externa não se inventa a partir do marco zero. Logo que o governo assumiu, o ministro de Relações Exteriores – ou a equipe que cuida da política externa – convencionou o entendimento de que tudo o que foi feito do Barão do Rio Branco em diante está errado”.

Defendendo a história da diplomacia brasileira, sem deixar de ser crítico a ela, Hussein diz até compreender a escolha do atual governo pelo alinhamento automático com os Estados Unidos, mas observa que o atual alinhamento avançou os limites do jogo diplomático e da preservação da soberania, tornando o Brasil uma engrenagem da política externa de outro país. “Gera uma relação de dependência”, adverte ele.

A ausência das elites brasileiras e das universidades brasileiras em pesquisa e na formulação da política externa do país por travas ideológicas ou desinteresse, além dos desafios educacionais que poderiam fazer do Brasil uma potência, também são assuntos deste Pensando o Brasil, parceria da Piotto Produções com a TV CIEE.


Este podcast também pode ser encontrado no YouTubeSpotifyGoogle Podcasts, e muitos outros!