Inicio do conteúdo site.

O agro que veio para o debate: entrevista com Camila Telles, agroinfluencer

8 de novembro de 2021

Que o agronegócio é fundamental para a vida brasileira, é fato.

Que o agronegócio é um dos setores que mais se desenvolveram no país, garantindo sucessivos superávits comerciais nas contas externas, é produtivo e eficiente, bem, tudo isso são fatos comprovados pelos números.

Que o agro tornou o Brasil um celeiro de alimentos em expansão com condições de garantir o sustento da crescente população mundial, é notório.

Então, qual a razão para ser um dos setores mais criticados, dentro e fora do país, com acusações de ser o vilão do meio ambiente e da insegurança alimentar?

Para Camila Telles, a jovem produtora rural gaúcha que se tornou uma celebridade da internet ao defender os produtores rurais brasileiros, são várias as explicações. A começar da histórica falta de comunicação do setor com a sociedade.

Em entrevista ao “Pensando o Brasil com Adalberto Piotto”, pela TV CIEE, ela conta que se de um lado o setor se comunica mal, do outro, a mídia é mal formada sobre o tema da produção agropecuária brasileira, artistas e ativistas confundem as pessoas com visões ideológicas em vez de informação, e a polarização política nacional contamina o debate. Além, claro, de disputas comerciais internacionais com o agro brasileiro, altamente competitivo, que expõe a ineficiência de outros países no campo, sobretudo os europeus.

Na conversa, Camila Telles, que é formada em Relações Públicas, disse que ao ver tanta informação deturpada e ataques injustos decidiu fazer vídeos explicativos que contam a vida do produtor rural do país como ela é, dos seus feitos e tudo o que setor investe e faz para promover um agronegócio sustentável, combatendo o que considera “fake news” e lacrações contra a produção agropecuária brasileira. Incluindo um vídeo em que fez uma paródia de uma música de sucesso da cantora Anitta, no qual desmente a artista e que acabou viralizando na internet.

Na entrevista, Camila ainda fala de agricultura biodinâmica, a polêmica sobre defensivos agrícolas, povos indígenas produtores de soja, de Greta, de Macron e dos brasileiros.