Inicio do conteúdo site.
Conviventes do Espaço de Cidadania participam de atividade na Rua Xavier de Toledo, no Centro de SP

Autoconhecimento e empatia: conviventes do Espaço de Cidadania discutem Identidade

26 de julho de 2019
Atividades foram na unidade que funciona na Rua Xavier de Toledo, no Centro de São Paulo. “Expressamos nossas emoções”, diz participante

Nesta semana, os conviventes do Espaço de Cidadania da Rua Xavier de Toledo, no Centro de São Paulo, discutiram a temática “Identidade”, que tem como objetivo identificar e dialogar a respeito dos traços que compõem a identidade de cada convivente e as especificidades que formam uma identidade de grupo. 

“O reconhecimento dessas características é capaz de promover maior empatia entre os participantes e influenciar uma convivência melhor em grupos, comunidades e na sociedade”, disse o analista de Projetos Sociais do CIEE, Leonardo Manso.

CIEE desenvolve potencialidades dos conviventes

Em uma das atividades, cada participante pôde expressar seus desejos e angústias por meio de símbolos e frases registradas em desenhos de camisetas. Outra atividade proposta aos conviventes foi a produção de uma autobiografia.

“As atividades programadas buscam discutir a importância de se manter viva a história de vida, as origens e os sonhos dos conviventes, além de orientar a construção de um projeto de vida para eles.” afirmou a Gerente de Projetos Sociais, Luana Bottini.

Orientador destaca valor da memória

Após as produções individuais, para finalizar a temática, os conviventes foram convidados a produzir uma obra coletiva que representasse a identidade do grupo.

“Foram muitas descobertas e recordações. É muito gratificante observar como as pessoas resgatam as suas histórias e identificam como essas memórias são importantes para a construção de nossa identidade. Reconhecer, nos outros, aspectos semelhantes aos seus faz com que os laços sejam estreitados e as individualidades respeitadas.”, concluiu o orientador Carlos Diniz.

Autoconhecimento e autoestima

“Pudemos expressar nossas emoções, muitas vezes reprimidas, em busca de conseguir estabilidade emocional e descarregar certas angústias e ansiedades. Somos um grupo que dia a dia descobre que realmente temos potenciais e habilidades. Fico muito grata a toda a equipe CIEE, que tem nos ajudado a nos enxergar como pessoas de valor e melhorar nosso nível de autoestima”, resumiu a convivente Hilda Rosa Valério Brás.

Atualmente, há seis Espaços de Cidadania do CIEE em funcionamento: dois em São Paulo (Grajaú e Rua Xavier de Toledo), Manaus, Araras/SP (que em breve terá atividades transferidas para Campinas), Taguatinga/DF e Salvador.