Inicio do conteúdo site.

No Dia Nacional do Voluntariado, CIEE ressalta a importância da prática também para o mundo do trabalho

27 de agosto de 2020
Comemorada em 28 de agosto, data celebra aqueles que dedicam tempo para ajudar o próximo

O que é ser voluntário? É doar tempo? Trabalho? Talento? É possível afirmar que as três respostas fazem sentido. Com o intuito de melhorar a qualidade de vida de pessoas e comunidades, o voluntariado é a contribuição espontânea em prol do interesse social. Para o CIEE, essa prerrogativa faz parte dos pilares que sustentam a nossa entidade. 

Ciente de sua responsabilidade enquanto instituição comprometida com a ética e desenvolvimento sustentável, o CIEE busca proporcionar soluções que tragam impactos positivos para a sociedade. É o caso, por exemplo, do Somos CIEE , iniciativa apoiada pela própria entidade e que financia, por meio de doações, bolsas de estudos para jovens em situação de vulnerabilidade que buscam entrar no ensino superior.

Mas como transmitir também essa mensagem aos jovens, um dos principais motivos da existência do próprio CIEE?

Mundo do trabalho

O voluntariado pode ser uma boa experiência também para se ter no currículo. “Acredito que as empresas já observam isso na seleção. O gestor que acredita no trabalho de voluntariado dará preferência para o candidato que é voluntário”, explica Susana Borges, supervisora de Benefícios e Qualidade de Vida do CIEE.

Há mais de 20 anos na área, a especialista afirma que o voluntariado só traz vantagens para quem pratica: desenvolve novos talentos e habilidades, ensina a assumir responsabilidades e ter maior comprometimento, estimula o trabalho em equipe e a respeitar as diferenças e singularidades de cada colega. “Os funcionários se tornam mais comprometidos com o próprio trabalho e, para a empresa, gera valorização da imagem do empregador. Também ajuda na redução do estresse e ansiedade”, conclui a supervisora.

Voluntariado durante o isolamento social

No contexto da pandemia de Covid-19, pipocaram ações solidárias no Brasil e no mundo. O CIEE, por exemplo, lançou uma campanha de doação de cestas básicas, com a arrecadação de quase 30 mil quilos de alimentos distribuídos para famílias de todo o País.  Com o isolamento social, a orientação é que se opte por ações que permitem o distanciamento físico e, se possível, que seja dada preferência por encontros digitais. 

E como saber com qual causa eu me identifico? “Você deve olhar para dentro de você mesmo e entender com qual público gostaria de trabalhar”, explica Susana. Encontrar uma causa com a qual se identifique e se comprometer a dedicar uma parte do dia a isso desenvolve habilidades socioemocionais, gera empatia e impactos positivos, tanto para quem doa quanto para quem recebe.