Inicio do conteúdo site.
Sigla ESG de maneira explicada e sistematizada em ilustração com fundo branco

ESG e a visão jurídica de Compliance nas empresas: práticas fundamentais

9 de setembro de 2021
“É um movimento irreversível. Não é uma onda, é um movimento que veio para ficar. Quem não se incorporar vai ficar para trás”, diz a advogada Isabel Franco em webinar

Certamente nos últimos meses você já ouviu falar na sigla ESG. Nascida do termo Environmental, Social and Governance – em tradução livre do inglês Meio Ambiente, Social e Governança – , ela representa uma tendência e tem significado uma resposta das empresas para enfrentar desafios atuais, relacionando geração de valor econômico à preocupações com temas ambientais, sociais e de governança corporativa.

Como forma de ampliar o debate também para a área Jurídica, participaram de um webinar sobre o tema a advogada Isabel Franco, sócia da área de Compliance, Investigações e White-Collar do Azevedo Sette Advogados e o diretor Jurídico e Compliance do CIEE, Ricardo Melantonio. A mediação foi do jornalista Adalberto Piotto.

“É um movimento irreversível. Não é uma onda, é um movimento que veio para ficar. Quem não se incorporar vai ficar para trás”, disse Isabel, explicando que apesar de a sigla soar como novidade, trata-se de práticas que tiveram sua origem no ano de 2004 no Pacto Global da ONU.

A pandemia potencializou o conceito de maneira mais forte, haja vista o impacto da pandemia na vida cotidiana. Nas empresas, Isabel defende a integração de áreas de Compliance e ESG, como forma de difundir boas práticas principalmente do ponto de vista de governança corporativa entre colaboradores e fornecedores.

“Empresas têm uma função incrível e devem adotar e abraçar com muito carinho todo conceito de ESG dentro de seu programa de Compliance. A gente vai conseguir um mundo melhor sem deixar de produzir dividendos para seus acionistas e stakeholders”, concluiu.

“Alguns frigoríficos brasileiros que exportam para a União Europeia tiveram problemas porque os europeus identificaram que algumas exportações vinham de áreas de desmatamento, seja da região amazônica ou do Pantanal. Imediatamente houve um boicote a esse tipo de origem, e eventual substituição de fornecedores. A questão ambiental é extremamente importante e o consumidor age de forma instantânea”, exemplificou Ricardo Melantonio.

Relações de trabalho, relações com a comunidade, privacidade e proteção de dados também estão incluídas neste pacote, além de inclusão, diversidade e direitos humanos.

“ESG é uma jornada que requer investimento e atenção contínua”, concluiu Melantonio.

Confira o webinar na íntegra