Inicio do conteúdo site.
Jéssica Oliveira em entrevista ao programa Vida Melhor

Confira os cuidados necessários para negociar Bolsa-Auxílio

9 de dezembro de 2019
Remuneração e benefícios podem ser negociados, mas exige moderação

A negociação de salário, Bolsa-Auxílio, benefícios e até horário é aceitável para a grande maioria das empresas. Vale lembrar que no caso dos aprendizes e estagiários a prática não é muito comum, já que o objetivo da experiência é justamente aprender e somar aprendizados para o currículo e início da carreira profissional.

Em entrevista ao programa Vida Melhor, da Rede Vida, Jéssica Oliveira, assistente de Desenvolvimento Humano e Organizacional do CIEE, deu algumas dicas para quem deseja negociar:

– Tenha mente qual é o valor máximo e o mínimo para aceitar uma proposta de estágio

– Não aceite uma vaga já pensando em pedir aumento no futuro

– Note se existe abertura para negociar remuneração e benefícios

Bolsa-Auxílio X Salário

Os programas de estágio e Jovem Aprendiz são diferentes, assim como o seu tipo de remuneração. O estagiário não precisa ter a carteira assinada e recebe uma Bolsa-Auxílio. Já o aprendiz tem a carteira assinada e recebe no máximo um salário mínimo, dependendo da carga horária.

Confira abaixo todas as dicas

Programa exibido no dia 12/11