CIEE marca presença no Fórum de Prevenção e Combate à Discriminação nas Relações de Trabalho

29 de novembro de 2018
Novembro é dedicado à Consciência Negra, e diversas ações são promovidas durante o mês entre agentes do governo, terceiro setor e empresas

Em São Paulo, foi realizado no dia 27 de novembro  uma reunião do Fórum de Prevenção e Combate à Discriminação Racial no Trabalho, do qual fazem parte Ministério Público do Trabalho de São Paulo (MPT/SP), Judiciário, Defensoria Pública, entidades sindicais, entre outras instituições.

Durante a reunião, que contou com uma mesa de debate com professores e pesquisadores, foi firmada uma parceria entre o MPT e o Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE. A instituição foi representada pela Supervisora de inclusão social, Lilene Ruy. “A missão do CIEE é promover o acesso e integração de jovens ao mundo do trabalho então acredito que temos muito a contribuir para a causa”, afirmou a supervisora.

No mesmo ato, foi  formalizado o ingresso da Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP) no Pacto pela inclusão racial no mercado de trabalho. O pró-reitor de Cultura e Relações Comunitárias da instituição, Antônio Carlos Malheiros, esteve presente para assinar o termo de celebração . “A discriminação existe e ela é integralmente cruel. A assinatura deste pacto significa que a PUC vai estar junto nessa grande luta de inclusão e contra a discriminação”, disse.

A ocasião também contou com o lançamento do Canal Preto, no YouTube, destinado a divulgar produções audiovisuais com esta temática, dos parceiros envolvidos no projeto – MPT, OIT e Organização das Nações Unidas (ONU) Mulheres.

A promotora do trabalho do MPT/SP, Valdirene Assis, é uma das responsáveis pela iniciativa e explica que “O Fórum é a instância que monitora a execução do pacto. Contar com o CIEE nessas ações e na coordenação é fundamental  para que a gente fomente o ingresso de jovens negras e negros universitários no mercado de trabalho pela via do estágio.”

De acordo com a promotora, é de extrema importância a adesão de instituições de ensino, bem como o papel do CIEE enquanto agente de integração. “Essa é uma parceria estratégica. Abrimos espaço para uma inclusão que permita que esses jovens depois do estágio serem contratados, ingressarem na estrutura, no organograma da empresa em cargos de expressão”, conclui.