CIEE assina o Pacto pela Inclusão Social de Jovens Negras e Negros no Mercado de Trabalho

11 de março de 2019
Luiz Gustavo, superintendente de Nacional de Atendimento do CIEE, Humberto Casagrande Neto, superintendente Geral do CIEE e Valdirene Assis, coordenadora de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho do Ministério do Trabalho. / Edith Schmidt / Divulgação CIEE
Iniciativa visa criar metodologia para que empresas aumentem a participação de minorias em seus quadros

Em um encontro que contou com a presença de representantes do Ministério Público do Trabalho e instituições de ensino, o CIEE assinou o Pacto pela Inclusão Social de Jovens Negras e Negros no Mercado de Trabalho. A ação visa criar uma rede facilitadora formada por empresas, universidades, entidades dos movimentos negros e organizações sociais. O objetivo é fazer com que os jovens sejam integrados ao mundo do trabalho.

Mais do que criar iniciativas internas sobre o tema, a participação do CIEE no pacto é incentivar empresas parceiras a também focar na inclusão de jovens negras e negros. “O quadro de colaboradores do CIEE mostra que a inclusão está em nosso DNA. Hoje, 75% dos nossos colaboradores são mulheres, enquanto 45% se declaram pretos e pardos. Nossa ideia é que as empresas que usam o CIEE como agente de integração tenham as ferramentas certas para alcançar números como os nossos”, explica Vinícius Santos, superintendente de Recursos Humanos do CIEE.

“Essa é uma parceria importante para que nós consigamos abrir espaço para uma inclusão que permita a esses jovens, depois do estágio e aprendizagem, serem contratados e ingressem no mundo do trabalho com uma estrutura que os permita alcançar cargos estratégicos e de liderança”, diz Valdirene Assis, coordenadora de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho do Ministério do Trabalho.