Inicio do conteúdo site.

Webinar do CIEE debate o futuro da engenharia

4 de setembro de 2020
Evento online é parte da série especial Ciclo de Profissões, que reúne grandes nomes para discutir a atuação e os desafios de cada área

O CIEE realizou, na última quarta-feira (2), o webinar “O futuro da profissão de engenheiro”, o quarto da série especial “Ciclo de Profissões”. O evento contou com a participação de Eduardo Ferreira Lafraia, presidente do Instituto de Engenharia, Gustavo Pierini, sócio-fundador da Gradus Consultoria de Gestão, engenheiro Naval, Mecânico e de Sistemas pela UBA (Universidade de Buenos Aires), João Rabello, vice-presidente Almart, conselheiro do Tribanco e Martins e engenheiro de Produção, e Tatiana Nolasco de Abreu, diretora de Unidade de Negócio da ArcelorMittal Sul Fluminense | Aços Longos. A mediação foi do jornalista e consultor Alcides Ferreira, managing Partner da Agência FR de Comunicação. 

A fala de abertura ficou por conta do CEO do CIEE, Humberto Casagrande, que destacou a importância de mostrar aos jovens as diferentes áreas de atuação da Engenharia. “Aqui, hoje, nós temos engenharia civil, consultoria, indústria e mercado financeiro”, comentou sobre os debatedores. 

Eduardo Lafraia, que iniciou o debate, pontuou a necessidade do aprendizado contínuo. “Na faculdade, você aprende a aprender. Se vocês pararem com o que aprenderam na faculdade, apenas, em dois anos você estará desatualizado. Vocês tem que se preparar para se atualizar sistematicamente”, falou. 

Para Gustavo Pierini, o desafio agora é preparar os engenheiros do futuro para tarefas que não podem ser realizadas pela inteligência artificial. “O que estamos vendo é uma inúmera quantia de tarefas executadas por computadores. Temos que formar pessoas capazes de criar e fazer aquilo que os computadores não fazem”. 

“A grande transformação que estamos vivendo é a mudança da informação, e isso altera bastante como olhar a engenharia daqui pra frente”, comentou João Rabello. “O engenheiro, pra mim, é um ‘resolvedor’ de problemas. Hoje, qualquer lugar precisa de um engenheiro”, também ressaltando as inúmeras possibilidades de atuação nesse campo. 

“Quando a gente fala de engenharia do futuro, a primeira coisa que vem a nossa mente é a palavra tecnologia”, enunciou Tatiana Abreu. “O que eu falo pra vocês, que estão cursando ou querem cursar engenharia, é que não precisa ter medo. Assim como as soluções tecnológicas podem excluir cargos, elas podem criar novos cargos. E quem vai entrar nesse mercado tem que se preparar”. Vale destacar também que Tatiana é a primeira mulher, em 100 anos da empresa em que atua, a assumir uma diretoria na área industrial.

Confira na íntegra: