O pagamento do estágio não caiu? Descubra o porquê

30 de janeiro de 2019
Assista ao vídeo e tire suas dúvidas sobre bolsa auxílio de estágio

O CIEE é uma entidade que atua como agente de integração entre estudantes e empresas há mais de 50 anos, possibilitando a entrada de milhões de jovens no mundo do trabalho.

Como agente de integração, uma das possíveis responsabilidades do CIEE é atuar como intermediário dos pagamentos da bolsa-auxílio, valor oferecido mensalmente pelas empresas como subsídio para os estagiários.

Para tornar mais claro o percurso da bolsa auxílio desde a fonte pagadora, isto é, a empresa ou órgão que contratou o jovem,  até a chegada na conta corrente, o CIEE elaborou o vídeo abaixo.

Como funciona?

Alguns concedentes do estágio optam por centralizar o pagamento, e, no dia estipulado do mês, depositam o valor da bolsa-auxílio na conta corrente do CIEE, cuja responsabilidade é repassar o valor integral ao estagiário e disponibilizar os informes de rendimentos.

Meu pagamento atrasou, por quê?

Existem três formas de garantir a remuneração dos estagiários; através de transferência bancária, ordem bancária ou depósito em caixa eletrônico. É importante lembrar que cada forma tem um cronograma próprio, variando entre três dias úteis para sua conclusão. Além disso, é responsabilidade da empresa depositar os valores antes do dia do pagamento, para que haja um período útil de tempo do trâmite bancário.

A bolsa auxílio não caiu na minha conta, e agora?

Mesmo que a empresa tenha efetuado o pagamento ao CIEE no prazo correto, nem sempre é possível garantir que o estagiário receberá sua bolsa-auxílio. Alguns fatores que podem influenciar são:

  • Estagiário sem cadastro ativo no CIEE;
  • O contrato de estágio foi, por algum motivo, cancelado;
  • Não informar os dados bancários;
  • Informar conta bancária com titularidade diferente( ex: conta do pai, da mãe, do irmão etc);
  • É preciso informar uma conta corrente ativa para receber a bolsa-auxílio.

Não deixe de atualizar seu cadastro no CIEE e consultar o vídeo abaixo sempre que tiver dúvidas sobre o sistema de pagamento centralizado.