Inicio do conteúdo site.
Homem cultivando mudas em plantação
Imagem ilustrativa / Divulgação

Dia do Agronegócio: em meio à pandemia, setor avança e conta com apoio do CIEE

24 de fevereiro de 2021
Programa de aprendizagem na área foi lançado em 2019; atualmente são 1.223 aprendizes em 306 empresas parceiras

O Dia do Agronegócio (25 de fevereiro) é uma data chave para refletir sobre a importância do segmento para a economia brasileira. Segundo o boletim da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura e do Abastecimento, a balança comercial das exportações brasileiras do agronegócio somou 100 bilhões de dólares em 2020, o que representa um crescimento de 4,1% em comparação com 2019.

Soja, carne e complexo sucroalcooleiro – que compreende os setores de cana, açúcar e álcool – são alguns dos principais responsáveis pelos bons números de 2020, ano que foi marcado pelo avanço da pandemia do novo coronavírus em todo planeta.

Desde 2019 o CIEE faz parte desta história. Com o programa de aprendizagem no Agronegócio, temos desenvolvido parcerias com empresas e órgãos públicos neste segmento. Além de apresentar uma perspectiva de carreira para jovens em busca de uma vocação no campo, os participantes também desenvolvem maior visão de mundo e são incentivados a seguirem nos estudos.

Atualmente, há 1.223 aprendizes em atuação em 306 empresas parceiras. Desde o início do programa, 285 jovens concluíram a formação. Na última semana de fevereiro, havia 240 vagas para novos participantes, com oportunidades concentradas em empresas nas regiões de Bauru/SP, Barueri/SP, Belém/PA e Cuiabá/MT.

“A quantidade de vagas varia de acordo com a época do ano, e dessa forma pode haver ofertas em determinadas regiões do País. Observamos que o setor tem mostrado sua força diante da crise imposta pela pandemia. Além disso, nosso programa de aprendizagem é pautado principalmente pela agricultura 4.0 e as novas tecnologias. Assim, estamos alinhados com as demandas do mundo do trabalho, e oferecemos formação de qualidade aos aprendizes”, pontuou o supervisor de Agronegócio do CIEE, Mateus Rubiano.