Dia Mundial do Braille

4 de janeiro de 2019
Esta sexta (4) comemora-se os 120 anos de nascimento do criador do sistema de leitura para cegos

Você conhece o sistema de escrita e leitura por pontos em alto relevo utilizado por pessoas com deficiência visual em todo o mundo? Apesar de inovador, o Braille foi codificado na França por volta de 1820 por um garoto cego, Louis, que tinha apenas 12 anos de idade!

Há 120 anos nascia o francês Louis Braille, criador do sistema de pontos em alto relevo que possibilita a leitura para pessoas com deficiência visual. Vítima de um acidente ainda na infância, Braille perdeu a visão e, aos 10 anos, seus pais o matricularam em um instituto de ensino para crianças com deficiência visual que usava um método de rudimentar e lento, com letras grandes impressas em relevo no papel.

Ao longo da vida, desenvolveu o seu próprio código, mais simples e rápido, usado até hoje – é mais antigo até que  aquele  inventado por Morse e usado nos telégrafos! “O Braille é ainda sinônimo de autonomia e independência para a pessoa cega. O acesso ao mundo das palavras deve ser uma oportunidade para todas as pessoas, independente de suas características físicas ou limitações”, diz Lilene Ruy, supervisora de inclusão social do CIEE.

Para marcar o Dia Mundial do Braille, a TV CIEE preparou um vídeo sobre a importância da leitura para a pessoa com deficiência, com o relato do funcionário Luciano Barbosa.

Luciano Barbosa do Inclui CIEE